Estudar para uma prova é diferente de estudar para a vida, e é nesse ponto que começamos a diferenciar conhecimento em inglês de aquisição na língua inglesa.

Conhecimento x aquisição

“As emoções não estão separadas do processo mental”

Vigotski

Conhecimento e aquisição podem ocorrer simultaneamente, mas a aprendizagem não gera aquisição. É um processo que ocorre a nível do subconsciente, funcionando por força de necessidade de comunicação enquanto impulso vital, uma função que o cérebro não pode evitar de cumprir ao ser exposto a inputs auditivos em língua inglesa. Ou seja, as condições ideias para que ocorra aquisição são diminuir barreiras psicológicas como ansiedade, preocupação, falta de confiança. Desta forma, o aluno motivado, autoconfiante e relaxado recebe e busca por cada vez mais input. Tanto em segunda língua, como em língua materna, aquisição é mais importante que aprendizagem.

Já sabendo que os fatores psicológicos afetam a maneira como você aprende, agora podemos falar como o autoconhecimento te ajuda nesse processo:

– Auto- consciência – habilidade de ler seu próprio sentimento e com isso evitar comportamentos negativos e autodestrutivos;

– Auto- gerenciamento – auto controle em situações externas estressantes e conflitantes;

– Consciência social – empatia pelos outros e consciência de que todos nós viemos de educações e crenças diferentes;

– Habilidades de relacionamento – capacidade de manter relacionamentos com pessoas de culturas diferentes, de ouvir e se comunicar claramente;

– E tomada de decisões responsáveis (problem solving) – analisar problemas de forma clara para tomada de decisões dentro de sala de aula.

Sendo assim, o aprendizado ocorre utilizando-se de diferentes técnicas dentro da abordagem comunicativa com o intuito de ajudar o aluno a buscar por mais input cada vez mais, veja alguns exemplos:

  • Task Based Learning – processo de aprendizado onde o é dada ao aluno uma tarefa
  • Learn by association – onde o aluno aprende por associação
  • Concept Checking Question (CCQ) – checagem com os alunos se eles entenderam o material
  •  Incidental learning (aprendizado acidental) – quando o aluno vê o vocabulário novo por exemplo fruits (frutas) e tem material do tempo verbal Past Simple (Pretérito Perfeito) mas o objetivo não é praticar o Past Simple e sim o vocabulário de frutas e por acaso ele aprende um novo tempo verbal
  • Exposição suficiente a input compreensível, contendo i + 1, isto é, estruturas um grau de dificuldade além do nível atual;
  • Foco no ensino prático e realista do idioma, trabalhando em pequenas tarefas em dupla ou pequenos grupos

Na Ruby Academy trabalhamos a autoconfiança desde a primeira aula, e encorajamos nossos alunos a buscarem por mais input, seja na comunicação com estrangeiros, seja lendo um site em inglês ou artigos, e também em viagens.

O que você pode fazer hoje para aprender inglês?

– Reserve 30 minutos por dia

Mas se não der, o que você consegue então? 5 minutos? Então ok, que seja 5 minutos, o que não pode é ficar parado!

E lembre-se, você vai ter sempre um ponto forte e um ponto fraco, como já mencionado acima, autoconhecimento é tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Importante: Nosso site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes para oferecer a você uma melhor experiencia ao navegar.
Chat
1
Podemos ajudar?
Podemos ajudar?