Outro dia recebi de uma aluna um vídeo falando sobre o Present Perfect no Instagram, na verdade não era uma explicação nem algo parecido, era uma piadinha mesmo, alguém cantando a música Hallelujah (vou deixar os links aqui em baixo) e na descrição do vídeo dizia assim: Quando eu finalmente entendo o Present Perfect. Eu caí na gargalhada na mesma hora, e a intenção do vídeo é essa mesmo, todo mundo que estuda ou já estudou inglês se identifica na hora. Todo mundo já teve aquele momento de aprender o Present Perfect (PP) lá pelo nível intermediário, e para alguns sortudos esse dia, momento de finalmente cair a ficha e entender de como usar e do que se trata chega, e geralmente é assim mesmo, de uma hora para outra. O que eu vivenciei como falante da língua inglesa (inglês como língua estrangeira) é uma coisa, pois meu histórico é de uma pessoa que morou fora mas já usava o PP antes disso, mas não de forma 100% confiante (assumindo aqui pra vocês rsss). A realidade de 99,9% dos alunos é outra, a maioria aprende nos cursos e acaba usando lá fora somente em viagens ou no ambiente de trabalho. Então o que eu noto é seguinte: alunos de nível muito bom, que falam inglês, não tem vergonha de se expressar, ou seja, já tem uma certa bagagem na língua, não usam o PP, acabam com um vocabulário muito limitado, usam demais os verbos no Present Simple e mesmo que entendam o interlocutor, tem dificuldades na hora de se expressar e incluir o vocabulário usado pelo interlocutor na própria fala, ou seja, eles entendem o interlocutor mas não usam os mesmos tempos verbais e vocabulário. Isso fica evidente com o não uso do PP por se tratar de um tempo verbal utilizado o tempo todo. Seguem então algumas dicas então de como utilizar o PP:

· Assim como em qualquer língua, a capacidade de entendimento e assimilação se faz em parte por estudo, fazer os deveres de casa e tudo mais, sabemos disso, mas… o aluno ele depois de atingir um nível de inglês digamos assim básico ele precisa começar a se desnudar (e estou usando aqui um vocabulário mais refinado porque foi o que me falam uma vez um professor de Francês e eu achei essa palavra ótima), ou seja, o aluno precisa começar a entender a se expressar numa outra língua e ele precisa realmente entender essa língua de uma forma mais holística, o que quer dizer, que aqui entra casos em que não conseguiremos traduzir palavra por palavra, a coisa toda precisa ficar mais orgânica mesmo, tem que estar no sangue sabe?! E é aqui que entra o entendimento do PP, por se tratar de um tempo verbal em que hora traduzimos com Presente do indicativo, ora como Pretério Perfeito, ora como gerúndio e até mesmo como Pretério Imperfeito. O que confunde os alunos. Vamos a alguns exemplos que vão deixar mais claro o que disse.

I´ve been to New York – Eu já estive em Nova York – Pretério Perfeito

I´ve been there – Eu estava lá (dependendo do contexto) – Pretérito Imperfeito

I´ve done my homework – Eu fiz meu dever de casa – Pretério Perfeito

I´ve gone through lots of problems lately – Eu estou passando por muitos problemas ultimamente – Gerundio

Como entender um verbo que tem tantas variações quando se traduz? É aí que o aluno começa a entender que precisa entender não só os significados das palavras, suas traduções e aplicações, o aluno precisa mais do que isso, entrar na língua, para que serve o PP? De que forma é usado? Com que finalidade?

Bom, o PP tem Present (presente) no seu próprio nome, não é à toa que este PRESENT está ali. Ele diz muito sobre o verbo, basicamente, ele te diz que tem alguma relação com o presente, mesmo que seja um verbo com uma conjugação no passado na grande maioria dos casos. Sim, ok, mas até aí não ajuda muito saber disso. Ok, vamos por parte, o PP é usado no passado (na maioria das vezes como vimos) mas que tem relevância no momento PRESENTE, e esse é o grande pulo do gato. Uma ação no passado mas que se faz presente, ou seja, tem alguma relevância, presença no agora. Vamos a dois parágrafos:

I broke my leg, it was really painful, my aunt had to take to hospital, I had to put on plaster and I had to stop working for 2 weeks, it was a nightmare. – Present Simple

I´ve broken my leg, it´s been really painful, my aunt has taken me to hospital, I´ve had to put on plaster and I´ve had to stop working for two weeks, it´s been a nightmare. – Present Perfect

A tradução para o português seria a mesma nos dois casos:

Eu quebrei minha perna, foi muito dolorido, minha tia teve que me levar no hospital, tive que colocar gesso e tive que parar de trabalhar por duas semanas, foi um pesadelo.

Então, como diferenciamos? A primeira em inglês nos diz que está completamente no passado sem qualquer tipo de efeito sobre o momento presente, para aqueles alunos que entendem o Present Perfect eles percebem isso, já o segundo exemplo em inglês nos diz que é um passado muito recente e que a pessoa que quebrou a perna ainda sofre o efeito desse acidente, seja porque ainda está de gesso, ou porque mesmo já tendo tirado o gesso ainda é um acidente muito recente e provavelmente ela ainda esteja se recuperando, fazendo fisioterapia ou no processo para fazer ou ainda não está trabalhando… em português nós não nos expressamos desta forma, e se o acidente foi recente provavelmente acrescentaríamos outras informações para dizer que o acidente foi recente, coisas do tipo, a data do acidente, se a pessoa ainda está sem trabalhar ou não, se está fazendo fisioterapia, coisas desse tipo, falaríamos mais, acrescentaríamos mais vocabulário mais informação para nosso interlocutor perceber e ficar claro que é um acidente recente. Isso é o que eu chamo de entrar na língua, é você começar a perceber essas nuances e como os nativos se expressam na sua própria língua. Perceber como os nativos de língua inglesa processão mentalmente sua língua é fundamental para você estudante de inglês se tornar fluente, fazer a

transição entre um inglês básico para um inglês de nível upper-intermediate a avançado. O teme tem muitas variáveis e poderia continuar escrevendo mas a ideia é que todos leiam até o final e não se cansem.

Este foi meu primeiro artigo aqui no LinkedIn. Espero que gostem e deixem sua curtida/ comentário abaixo. Até a próxima.

Link da inspiração para este post: https://www.instagram.com/p/BrDydAslsb3/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=112bvok6ty99

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Nosso site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes para oferecer a você uma melhor experiencia ao navegar.
Chat
1
Podemos ajudar?
Podemos ajudar?